Ela tinha um quê de não sei o que lá

10 de fev de 2013


"Eu, que me chamo o nome que minha mãe me deu, conheci uma garota que tinha o mesmo nome que seus pais deram a ela. Sua idade era só dela. A minha, um livro aberto e em branco. Ela tinha tudo, menos eu. Eu, tinha o contrário dela, menos ela. Seus cabelos, cor de alguma coisa parecida com outra. Cintura do jeito que eu gosto, meio sem jeito, que eu não sabia qual era. Braços compridos e curtos, de acordo com a situação. Pernas com joelhos, pés e dedos. Linda por fora e feia por vice-versa. Tinha futuro, passado, presente. E eu, ausente em tudo. Ela tinha um quê de não sei o que lá. E eu era o reverso. Deve ser por isso, com certeza, que a gente não deu muito certo. Só por isso e por um pouco mais de um monte de outras coisas que a gente nunca soube exatamente de nada. Só amou e desamou."

0 comentários:

Postar um comentário